A Prefeitura de Salvador apresenta no dia 11 de agosto a cerimônia do Prêmio Caymmi de Música. O tema escolhido para ser homenageado nessa grande festa será a “Tropicália”, um dos movimentos culturais brasileiros mais transformadores, e reconhecido mundialmente. A cerimônia de premiação acontece após votação de júri técnico em cima do trabalho de 110 artistas ligados a Música na Bahia. O objetivo da premiação é reconhecer e valorizar artistas novos e contemporâneo do estado. O mote do Prêmio este ano foi ‘Música em Movimento’ e dentre todos os trabalhos enviados aos juris serão escolhidos apenas 22.

                                       

Para realizar a festa foi convidado como diretor artístico Márcio Meirelles. No projeto dele o espetáculo abordará esse movimento que tem como seu principal destaque a liberdade criativa, misturando tradição e modernidade. O evento será protagonizado por 17 artistas e bandas finalistas na categoria ‘Show’ que subirão juntos ao palco em uma formação inédita. Com eles, as participações especiais do tropicalista Tom Zé e do cantor Saulo.

 

“A ideia do espetáculo é essa, ser um espetáculo conceitual com audiovisual, com som, artistas, solistas, coletivos, dentro de um grande espírito colaborativo e de um grande espírito tropicalista de fusões de superposições, de entrechoques de culturas, de gostos e tendências estéticas”, declara Márcio.

 

No palco, os artistas formarão juntos o ‘Bandão Caymmi’ em show com direção musical de Alexandre Lins e que terá como base o disco Tropicália ou Panis et Circenses, lançado, em 1968. Entre os finalistas confirmados para o show estão: Achiles, Aiace, Caian, Duo Bavi, Filipe Lorenzo, Flavia Wenceslau, Jr Maceió, Kalu, Lívia Nery, Luedji Luna, Pirombeira, Renata Bastos, Santini e Trio, Silvio de Carvalho, Skanibais e Tabuleiro Musiquim.

 

“A Prefeitura não poderia ficar de fora de uma realização dessa magnitude. O Prêmio Caymmi de Música resgata nossa autoestima musical e elenca grandes profissionais da música que temos em nosso estado. De cantores aos técnicos que ninguém vê, mas que garantem a realização dos grandes shows, dos cenários, da iluminação. O projeto é muito especial e a cerimônia será um verdadeiro espetáculo”, comenta o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington.

 

Entre as categorias que receberão o prêmio, quatro principais - Show, Canção, Música Instrumental e Videoclipe – e outras 18 subcategorias técnicas. Para as categorias principais, além do troféu, os ganhadores receberão uma premiação em dinheiro. Dos finalistas, destaques para o grupo Pirombeira, indicado em oito categorias, e os artistas Larissa Luz, Filipe Lorenzo e Livia Nery, todos com seis indicações cada. A lista completa dos indicados está disponível no site oficial www.premiocaymmi.com.br.

 

 

O Presidente da Fundação Gregório de Mattos também acredita na importância do projeto. "O Prêmio Caymmi de Música vem radiografar um momento de incrível riqueza musical na cidade. Misturando tendências, gêneros e estilos, a Cidade da Música pulsa talento e diversidade em cada esquina, gueto, praça, num caldeirão de ritmos e canções da melhor qualidade. A Prefeitura Municipal está colada com este movimento, que poderá ser conferido neste grande show a ser realizado na Concha. Salvador continua cada vez mais tropicalista. Viva Tom Zé, Viva Saulo e todos os artistas participantes desta efusão cultural baiana e brasileira”, expressa o gestor.

 

Nesta segunda edição do Prêmio o público também poderá participar da cerimônia, que ano passado foi apenas para convidados. Para participar é preciso garantir seu ingresso que está a preços populares no site www.ingressorapido.com.br. O evento acontece na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, às 19h, e é um convite aberto ao público que se sensibilizará com o grande espetáculo.