No dia 28 de março a capital baiana celebra 469 anos e a Prefeitura de Salvador preparou uma comemoração que é a cara da cidade. Entre os dias 23 de março e 1° de abril mais de 60 ações acontecem durante a sexta edição do Festival da Cidade, que passará por 14 pontos da capital. Uma programação variada, que conta com muito esporte, teatro, música, brincadeiras, oficinas de experimentação artística, exposições e muito mais.

Shows musicais – A música vai embalar as comemorações de aniversário da Cidade da Música. A Empresa Salvador Turismo (Saltur) organizou uma programação musical especial para a cidade. Para abrir o festival, no dia 23, uma noite orquestrada. Um dos maiores tenores da atualidade, o cantor erudito brasileiro Thiago Arancam faz grande espetáculo no palco montado no Terreiro de Jesus, no Centro Histórico. Depois de passar por mais de 40 países e cantar em mais de 500 palcos, Thiago volta ao Brasil com o objetivo de reencontrar as suas raízes e mostrar a força e a emoção da sua voz ao público onde nasceu. O espetáculo “Bela Primavera” traz a influência do mundo lírico e aproxima o tenor da Música Popular Brasileira.  A noite do dia 23 ficará ainda mais completa com o show de Letires Leite & Orkestra Rumpilezz. Estonteante, a proposta do show da BigBand instrumental de percussão e sopros é levar ao palco as raízes rítmicas afro-baianas traduzidas na harmonização do jazz, em especial essa apresentação contará com sucessos das obras do Maestro Moacir Santos.

E os shows não param por aí. No dia 24, a noite vai ser de muito forró e pagode. A banda de Xand Aviões e o grupo Psirico vão invadir o bairro de Periperi, na Praça da Revolução, com muita música. Com shows marcados pela alegria e irreverência, as bandas prometem agitar a noite. O bairro de Cajazeiras, no Campo da Pronáica,  também vai ser palco de grandes shows, no dia 25, o cantor Léo Santana e Lincoln & Duas Medidas vão agitar o local levando muito pagode e relembrando ao público os sucessos das bandas ao longo do verão. Para finalizar, a cantora Marina Lima chega a Salvador fazendo grande show no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, no dia 28. O palco do bairro mais boêmio da cidade vai contar também com o show do roqueiro Márcio Mello.

Shows – As atrações começam sempre às 19h

Dia 23 – Letires Leite & Orkestra Rumpilezz / Thiago Aracam

Dia 24 - Xand Aviões / Psirico

Dia 25 - Lincoln & Duas Medidas / Léo Santana

Dia 28 - Márcio Mello / Marina Lima

Exposições, oficinas e espetáculos – Sob a coordenação da Fundação Gregório de Mattos uma programação de muita cultura e lazer durante toda a semana do Festival. Espetáculos, exposições, oficinas e dezenas de ações poderão ser contempladas gratuitamente ou a preço popular.

Abrindo a semana, no Teatro Gregório de Mattos (TGM) é possível prestigiar o “Gregórios”, exposição interativa, ambientada num circuito dinâmico e criativo, composta pela obra de Gregório de Mattos. A mostra propõe criar uma atmosfera seiscentista da Salvador do poeta, por via da iluminação, dos sons, de imagens e objetos que certamente vão transportar os visitantes àqueles tempos em que a capital da Bahia já se fazia majestosa e a mais importante cidade das Américas. GRATUITO. De quarta a domingo, das 14h às 19h.

A programação especial apresenta ainda, nos dias 23, 24 e 25/03, às 19h, a Mostra Gregório em Cena - O Boca do Inferno. Com texto de Adailton Medeiros, o espetáculo é encenado pelos atores cariocas Licurgo, Gilson de Barros e Andréa Mattar. A peça retrata o período entre 1683 e 1694, desde o retorno do poeta à Bahia – aos 47 anos, depois de 33 anos vividos em Portugal – até sua deportação para Angola. Retrata ainda o conflito de um homem em decadência como fidalgo e ascensão como poeta, desafiando a tudo e a todos, com a língua ferina e as sátiras poéticas certeiras, que lhe renderam o apelido de “Boca do Inferno”. R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia).

Na quinta-feira (29), às 19h, o TGM traz de volta o Espetáculo Boca a Boca - Um Solo Para Gregório, uma narrativa radicalmente contemporânea, com recital de poesias do Boca de Brasa em formato de show de rock, onde o ator Ricardo Bitencourt interpreta poemas e fala sobre a vida e a obra de Gregório de Mattos e, na sequência, bate um papo com o público como convidado das Quintas Gregorianas. GRATUITO. Depois, Boca a Boca -  Um Solo Para Gregório permanece em cartaz nos dias 31/03 e 01/04 com preços populares R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

A Exposição Permanente da Casa do Benin apresenta um acervo com objetos e obras de arte da região do Golfo do Benin, de onde desembarcaram a maioria dos negros que povoaram o Recôncavo.  Além disso, é possível apreciar no espaço a exposição AFÉTO, mostra fotográfica itinerante que vem percorrendo o país e chama atenção para as relações de afeto constituídas dentro dos terreiros de Candomblé, a partir do olhar do fotógrafo Roger Cipó, com curadoria de Marco Antonio Teobaldo. A Casa funciona de segunda a sexta-feira, das 09h às 17h. GRATUITO.

Já no Espaço Cultural da Barroquinha, é possível rever a exposição Orixás da Bahia, criada por D. Elyette Magalhães (in memorian), que no ato de criação do Museu da  Cidade, em 05 de julho de 1973, dedicou uma sala inteira aos orixás, esculpidos pelo artista plástico Alecy Azevedo (in memorian) e acompanhado pela assessoria de Mãe Meninha do Gantois (in memorian). A mostra é composta por estátuas em tamanho natural de divindades africanas, esculpidas em papel marchê. A curadoria atual tem assinatura do artista visual, cenógrafo, aderecista e figurinista, Maurício Martins, com consultoria religiosa de alguns membros do Terreiro do Gantois. GRATUITO.

A exposição Memórias Afetivas do Subúrbio Ferroviário de Salvador, com curadoria do Acervo da Laje, tem como objetivo fortalecer a relação afetiva com a arte produzida no subúrbio ferroviário de Salvador, através de registros, memórias e artefatos característicos da comunidade local. Até dia 29/03, estará aberta ao público no Espaço Cultural Boca de Brasa - Subúrbio 360 (Vista Alegre)¸de sexta a domingo, das 09h às 17h. Ainda no dia 25, o Espaço promove o Domingão Boca de Brasa, com apresentações de espetáculos de teatro, dança, música, envolvendo a comunidade do Subúrbio. GRATUITO.

Dia 24, às 08h, o Espaço Cultural Boca de Brasa – Juventude Ativista de Cajazeiras (Cajazeiras V), promove a Oficina de Poesia Aplicada à Composição Musical, com o professor Rilton Júnior abordando noções de estilos, poesias e composição. Nos Dia 26 e 28, às 14h, acontece a Oficina de Experimentação Musical, com o professor Nairo Elo que promoverá vivência com noções de canto, sons, ritmos e instrumentos. Todas as oficinas são gratuitas. Informações e inscrições, no local.

Dia 25, às 13h, o Espaço Cultural Boca de Brasa – Avançar, promove o Festival de Dança, Música e Poesia, evento com arte, dança, música, poesia, artesanato e teatro no Bairro da Paz, onde os três primeiros colocados de cada categoria recebem prêmios. Momento onde a comunidade prestigia os artistas locais. Nesse dia será intensificado o mapeamento dos artistas da comunidade. GRATUITO. Já no dia 26, às 18h30, o Espaço promove uma Oficina de Teatro, com o professor Luiz Bandeira que trabalhará noções de teatro, história da arte cênica. Dia 27, às 14h, Oficina de Hip Hop (breakdance), com o professor Passos, trazendo noções de dança de rua (história e contextualização), noções de espacialidade, cidadania, valores e dignidade humana. Às 18h30, acontece a Oficina de Dança Afro, ministrada pelo professor Robson Correia que abordará noções de dança, relação com o corpo pessoal e do outro. No dia 28, serão ministradas as oficinas de Introdução à Comunicação, às 14h, com o professor Gelton Cruz apresentando os tipos de comunicação, escrita de textos para jornais e periódicos, comunicação virtual, fotografia e vídeo; às 18h30, é a vez da Oficina de Teatro, com o professor Luiz Bandeira trazendo noções de teatro, história da arte cênica. Todas as oficinas são gratuitas. Inscrições e informações no local.

A Biblioteca Edgard Santos segue em cartaz com a exposição A História de Pedra e Cal - Edificações de Salvador. Em comemoração ao mês de aniversário da Cidade, foram selecionados destaques históricos e imagens da Fundação da Cidade e de edificações entre os séculos XIX e XX. A exposição tem o foco na arquitetura mostrando através de fotos e textos algumas edificações importantes da Rua Chile até a Ribeira. Essa mostra visa despertar o interesse pela literatura histórica da cidade, onde, além de textos e fotos, estão expostos livros do acervo da própria Biblioteca relacionados à evolução física da cidade. Aberta ao público de segunda a sexta, das 09h às 17h.

Dia 26, às 16h, na Praça da Piedade acontece o Lançamento do projeto Sacola Literária, com performance dos alunos do Projeto Dom Quixote - Ufba, O Circo de Um Homem Só com contos cantados e apresentação especial do CORO de COR. A Sacola Literária integra o programa de arte-educação Caminhos da Leitura, desenvolvido pela FGM com ações de incentivo e promoção a leitura. A proposta é criar uma nova forma de incentivar a leitura, através de uma sacola que leva em seus bolsões os livros para diversos cantos da cidade como uma estante itinerante visitando creches, praças e parques. A dinâmica conta com um mediador que, ao chegar no local, abrirá a sacola com exemplares do tema da edição, e fará performances ressaltando as histórias sobre o assunto escolhido como tema. Nesta primeira edição, será abordada a temática sobre Salvador, através de livros de autores baianos como Cid Teixeira, Antônio Riserio, Luis Henrique Dias Tavares, Ildegard Vianna, entre outros. GRATUITO.

Diversão para a criançada - O projeto Ruas de Lazer, da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), vai integrar a grade de programação do Festival da Cidade. No dia 24, a criançada da região do bairro de São Gonçalo do Retiro vai se divertir com as atividades recreativas oferecidas pelo projeto. No dia seguinte (25) a equipe formada por profissionais de educação física e técnicos, vai levar alegria ao Trobogy. No dia 31, o projeto vai estar em Paripe. E em 1 de abril a folia está garantida no Chame Chame. Entre as ações realizadas pelo projeto por onde passa estão brincadeiras na cama elástica, pintura de rosto e desenhos no papel, jogos de totó, dominó, vôlei, basquete e futebol, além das bicicletas infantis.

Corrida comemorativa – E a Cidade que corre merece também uma corrida especial. Salvador terá uma corrida comemorativa que passará por importantes pontos históricos da cidade. Saindo do Rio Vermelho com destino à Ponta de Humaitá, os corredores desfrutarão de um belíssimo cenário, repleto de belezas naturais, obras arquitetônicas magníficas, antigos casarões, sendo alguns destes já transformados em bares, comércios ou hotéis, além de esculturas, intervenções culturais e uma geografia onde será possível sentir a emoção da história de cada trecho do circuito, de forma única, correndo.   

A prova está marcada para o domingo, 25 de março, com largadas simultâneas no Rio Vermelho e Igreja N. Sra. da Conceição da Praia, previsto para às 06h30. A corrida Salvador 10 Milhas contará com premiação pecuniária para os ganhadores da prova, geral e categorias. Maiores informações podem ser obtidas através do site oficial do evento, www.salvador10milhas.com.br ou instagram@salvador10milhas.

Vale destacar que serão duas modalidades de corrida, 10 milhas (16km) ou 5 milhas (8km). Saindo do Rio Vermelho, para quem for fazer as 10 milhas ou saindo da Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia, para quem for fazer a metade do percurso. A corrida Salvador 10 milhas é realizada pela Assessoria Esportiva Jardel Moura e pela Federação Baiana de Atletismo - FBA, e conta com o apoio da Prefeitura através da Saltur e da Semtel.

Passeio ciclístico – Para os amantes de bike o Festival da Cidade traz duas novidades. A primeira é o Passeio Ciclístico realizado pelo Movimento Salvador Vai de Bike (MSVB), no dia 25 de março, com saída do Salvador Shopping e chegada no Farol da Barra. O objetivo é reunir cerca de 500 ciclistas que se concentrarão no Salvador Shopping a partir das 8h.

Bike e acessibilidade - Além disso, o MSVB em parceria com a Unidade de Políticas para Pessoa com Deficiência-UPCD, com a Faculdade Maurício de Nassau e apoio da Semtel realizará o lançamento do Projeto “Bike sem Barreiras Salvador”. O projeto levará a Ciclofaixa de Turismo e Lazer da Magalhães Neto bicicletas com modelos acessíveis e adaptadas a qualquer pessoa com mobilidade reduzida, a exemplo de deficiência física, visual, paralisia cerebral, deficiências múltiplas ou pouca mobilidade. Para utilizar não precisa pagar nada e ainda será possível contar com o apoio de profissionais orientadores As bikes ficam disponíveis das 8h às 12h a partir do dia 25.

Coreto Hype – Com uma programação para toda família, o Coreto Hype – feira livre a céu aberta que conta com dezenas de expositores – aporta no Parque da Cidade nos dias 24 e 25 de março, das 9h ás 18h. Gastronomia, entretenimento, shows e muito mais estarão garantidos.

 

Acesse a programação completa no site: www.festivaldacidade.salvador.ba.gov.br